Conhece o Sexting?

Sexo por mensagem é opção para distância e timidez

Essa prática pode ajudar a trazer novos desejos para o sexo, mas como tudo nas redes necessita de certos cuidados…

Sexting é o nome da prática que se popularizou na última década, vem das palavras “sex” (sexo) e “texting” (troca de mensagens). Consiste na troca de mensagens apimentadas no meio digital, que podem ser áudios, vídeos, mensagens escritas e fotos íntimas. Não é de se estranhar que com o avanço do mobile essa técnica foi ganhando bastante adeptos em compartilhar os famosos nudes.

“A maioria de nós acha que faz sexo ‘com o corpo’, mas a verdade é que ele acontece, em boa parte, na nossa mente. Então, o sexting é uma boa prova disso”, afirma a sexóloga Livia Leite.

Havendo a interação apenas com troca de palavras, áudios ou imagens, sem contato físico, duas pessoas adultas conseguem ficar excitadas. Por isso, o sexting é muito propício para quando se está longe.

Como funciona?

A prática permite que casais possam desfrutar fantasias e dos desejos mais secretos, rolando assim uma abertura a mais entre eles. Sexting, acaba por aproximar os casais, sendo uma preliminar interessante, estimulando o ato de se abrir para o outro, com conversas picantes. 🌶

Para relação sexual, se sabe que apenas 10% acontece pela resposta do corpo – e 90% restante é pela mente da pessoa. “O prazer sexual não depende só do estímulo de terminações nervosas.” Assim, o que traz prazer na prática de sexting é a sensação de experimentar algo diferente. O que estimula a fantasia e criatividade sexual entre o casal.

O importante na prática é usar uma linguagem bem mais provocativa e direta, muito ligada a desejos e impulsos… esses que geralmente são difíceis de se explorar, mas que aos poucos esses podem ser inseridos na relação. Os estímulos sexuais e fantasias eróticas compartilhadas, podem aumentar o desejo sexual, pelo simples motivo de conseguirmos mostrar ao outro que aceitamos e estimulamos esse “lado” dele, a pessoa se mostra mais aberta e acaba por incluir seus desejos na relação.

Quer aproveitar o sexting? Veja algumas dicas e regras

  1. Converse bem com seu parceiro
    Tente introduzir o assunto com seu parceiro sobre o que acha do assunto e descubra se a pessoa tem interesse em trocar mensagens eróticas e se sente completamente confortável com esse tipo de interação.
    Partir de cara para uma troca de mensagens ou nudes pode não ser a melhor forma de transmitir segurança e despertar a libido da pessoa do outro lado. Por exemplo, é possível iniciar a conversa aos poucos, com mensagens levemente picantes e elevar a temperatura conforme o diálogo se desenrola.

  2. Não fique somente nas fotos e vídeos
    Os nudes são comuns no sexo à distância (vídeos sensuais e fotos), mas com o sexting não é para se limitar. O recomendado é trocar mensagens de texto e voz, para estimular cada vez mais a fantasia e criatividade

  3. Tome muito cuidado
    Nunca esqueça, que antes de tudo você deve confiar muito na pessoa com quem você está praticando o sexting, ainda mais nas trocas de conteúdo íntimo. São comuns os casos de vazamentos de nudes e de “revenge porn” que é a disseminação por vingança de vídeos e fotos na internet.

  4. Liberte-se
    Nem todo mundo se sente confortável para revelar seus desejos mais ocultos. O sexting, está aí para ajudar você se libertar e revelar suas fantasias para seu parceiro.
    Cara a cara geralmente é mais difícil se expor, por conta de tabus e daquele sentimento “o que vai pensar de mim”. Essa prática permite ultrapassar essa vergonha. Gerando assim uma conexão mais forte com o parceiro.

Veja algumas dicas na troca de nudes: